terça-feira, 17 de março de 2009

O Banco Azul.

Passei este final de semana em São Francisco Xavier, é uma pequena vila, distrito de São José dos Campos e fica na estrada para Monteiro Lobato, à duas horas de São Paulo.
O que me encanta neste lugar na Serra da Mantiqueira é a pureza. A natureza é pura, a agua é cristalina, as pessoas são simples e autenticas.
Tenho uma casinha caipira no topo da montanha aonde tem uma vista de 360 graus de montanhas e vales verdes exuberantes!!! Lá eu vivo a simplicidade completa o que me traz grande satisfação e regarrega minha bateria. A casa é pequena e aconchegante, com fogão de lenha e sua chaminé acordando agente cedinho com o estalar da lenha no fogo... e aquela vista... AH! aquela vista. Lá,você escuta o silencio!!!!! Vou transcrever para vocês uma coisa que escrevi e que mostra bem o que é que estou querendo dizer...

30 de dezembro de 2008.
São Chico Xavier - O banco Azul.

Acordo e com meus pés no chão, abro a porta para meus cães sairem.
É cedo, está amanhecendo... olho para fora de casa e tanta beleza me hipnotiza...
Saio com meus pés na terra ainda de pijamas. Sento no banco azul e vejo como meus problemas ficam pequenos na imensidão das montanhas, da força da natureza.
Olho para o vale verde cheio de luz entre as montanhas e vejo esta cena que ficará para sempre em minha memória como uma cena de bem estar, de saúde mental, de sabedoria... de felicidade!!
Embaixo daquela enorme árvore com uma sombra refrescante, um cavalo livre, sem sela...
Seu corpo está parado, mas seu rabo, balança com graça e alegria; e está ali, contemplando a beleza deste lugar... e percebo neste quadro, um frescor da alma desapegada e contente.
Fico muito tempo ali... como que participando desta energia boa.
O vento suave me acaricia e meus cabelos voam me refrescando...
Borboletas coloridas voam alegremente em sintonia com as abelhas e os pássaros dão rasantes aos olhos incrédulos do Sathya (meu boxer branco amado) e Shanty ( meu golden happy dog) que completamente embevecidos com esta paz nem fazem menção de latir ou correr para tentar pega- los.
Não preciso de nada, me sinto plena!!!

ps. Uma joaninha pousa em minhas mãos e fica... como uma boa amiga me visitando!

" É na simplicidade que se encontra a felicidade. "
com amor, Neza.











3 comentários:

  1. Neza
    Adorei suas palavras, sua emoção, sua vivência.Este lugar é realmente inspirador.
    Estou com saudades!! O Sathya e o Shanty estão lindos demais.
    Um grande beijo

    ResponderExcluir
  2. casadeeliza.blogspot.com18 de março de 2009 12:34

    Olá Neza, vim procurando design de interiores e por uma feliz surpresa me deparei com os fins de semanas silenciosos do campo! Parabéns pelo belo texto! Também compartilho destes encantamentos de fim de semana, se tiver curiosa espie meus desenhos no www.flickr.com/eliza_freire
    Abraços,
    Eliza de Queiroz Freire

    ResponderExcluir
  3. Olá, gosto muito de seu trabalho e gostaria de sua ajuda para achar as melhores cores para meu ap. Ele é pequeno, 58m2 e tem 2 quartos, quero seguir a linha indiana, mas estou perdida na escolha das cores. Será que pode me ajudar?
    Meu e-mail é: marildacabral@yahoo.com.br
    Muito obrigada

    ResponderExcluir